segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Tanto tempo...



Mas porque é que o mês de Abril nunca mais chega?????????????????????????????????

Porquê, porquê, porquê??????????
Estou desejosa que a J. nasça,

- quero pegar nela
- quero ver a cara dela
- quero sentir o cheirinho dela
- quero ouvi-la
- quero deixar de andar sempre a correr para a WC com a "bexiga na mão"
- quero deixar de ter esta barriga enorma que me condiciona os movimentos
- quero voltar a calçar peúgas sem ter que me pôr em posições esquisitas
- quero vestir a minha roupa normal
- quero deixar de parecer um hipopótamo
- quero voltar a deitar-me no sofá ou a sentar-me no chão sem ter que pedir ajuda para me levantar
Dizem que vou ter saudades desta fase, e que o tempo passa depressa, da primeira parte duvido, só se depois de ela nascer as coisas forem assim tão piores, que me façam ter saudades desta fase, quanto ao passar depressa, hummm, não concordo nada com isso!

O que eu penso que vai passar depressa, é o tempo da licença de maternidade, e de estar com ela só para mim, quando der por mim, num piscar de olhos a licença acabou e tenho que a deixar com alguém a maior parte do dia. Essa parte, a da licença é que eu acho que passa depressa, não a parte da gravidez!

Ainda tenho que esperar por este restinho de Janeiro, o Fevereiro todoooooooooooooooooooooo, o Março todoooooooooooooooooooooooo, e depois lá vem o desejado Abril, mas tenho que esperar até ao fim.............................

6 comentários:

Hazel disse...

Nos últimos meses de gravidez, li mais de 100 revistas de puericultura e uma data de livros sobre crianças. Tirei um curso teórico intensivo deitada no sofá e pernas esticadas.

Aproveita isso bem, pois depois ele tem de mamar de 3 em 3 horas, e cada vez que mama tens que lhe trocar a fralda (porque costuma sujar), e vai sobrar pouco tempo para ti.

Quanto à licença, também passei por essa angústia... e a meio da licença, decidi acabar com a angústia: peguei no meu bebé, fui ao trabalho e disse que já não queria voltar, que queria ser mãe a tempo inteiro.
E assim foi... até aos dias de hoje! :)

Isabel disse...

EhEh! Não pareces nada um hipopotamo! Estás linda!

E a Ju que espere mesmo esse tempo todo, pois está muito frio cá fora! :)

Da proxima vez é o papá a engravidar! :)

Beijinhos!

Espaço do João disse...

Querida Analuciana.
Que bonito ser mãe!!! Só quem não acompanhou o nascimento de seus filhos é que talvêz se admire. Quanto a mim é a altura em que a mulher é mais bonita. Sabemos todos que depois dá uma série de trabalhos, mas os nossos pais também o tiveram. O melhor é ser avô, pois temos com quem brincar, já que os grandalhões não gostam de brincadeiras. Também é preciso saber esperar, pois logo que chegar à altura ele ou ela, virão dar os bons dias e, ajudar a encher a casa. Beijos de amizade.

Deus'arte disse...

Adorei seu blog.
Se quiser visitar o meu blog, comentar e até quem sabe tornar-se seguidora terei todo o gosto! Será sempre bem-vinda!
Continuação de boa semana!
Http://andreia-arte.blogspot.com
http://deusarte-materiais.blogspot.com

Mar.garida disse...

Bem, espero que tudo corra bem e quanto ao tempo, se bem que nunca fui mãe, também acho que deve ser a pior parte. bjs

Paula disse...

Sou mãe de duas lindas crianças (15 e 7) e foi a mehor coisa da minha vida... o nascimento é a melhor experiência que uma mulher pode ter.

Agarra esse momento com o melhor!

Beijocas doces***

Blog Widget by LinkWithin